Skip to Store Area:

Editora Terceiro Nome

Você está agora em:

Zoé, de Rogério Assis

Mais Visualizações

Zoé, de Rogério Assis

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$70,00
Acrescentar itens ao carrinho Adicionar ao Carrinho

Descrição Rápida

 

Autor Rogério Assis
Páginas 128
ISBN 978 85 7816 114 9
Capa Ciro Girard, Cassio Leitão e Rogério Assis
Formato 25 x 25 cm
Acabamento Capa dura
Ano 2013



Veja aqui o que já saiu na imprensa

Zo’é registra dois encontros raros e belos: Rogério Assis foi o primeiro fotógrafo a ter contato com o povo indígena Zo’é, em 1989. Naquele momento, muitos Zo’é já haviam sido vitimados por uma epidemia de gripe desencadeada por um grupo missionário, que convivia com a etnia havia alguns anos. Vinte anos depois, em 2009, Rogério volta à Amazônia brasileira, na região dos rios Cuminapanema, Erepecuru e Urucuriana, no Pará, para visitar a Frente de Proteção Etnoambiental Cuminapanema, mantida pela Funai para a preservação e isolamento da Terra Indígena Zo’é.

O ensaio de Rogério Assis mostra os resultados dessa iniciativa: no cotidiano, no modo de vida, nas artes manuais, na integração com a natureza, na relação com os animais, vemos um povo indígena e sua cultura reintegrados. “Percebemos nestas imagens uma postura sutil e delicada de se deixar desaparecer entre os outros para se tornar um deles”,aponta a curadora de fotografia Rosely Nakagawa como mérito do trabalho do artista.

Além do texto da curadora e das imagens de Rogério, o livro éo relato do fotógrafo sobre o contexto das viagens e ainda trazoutras duas contribuições fundamentais: um ensaio da antropóloga Dominique Tilkian Gallois, considerada uma das maiores estudiosas sobre os usos e costumes de várias etnias da região e, especialmente, dos Zo’é; e uma apresentação de Márcio Meira, presidente da Funai no período da segunda viagem do fotógrafo.

 

Rogério Assis nasceu em Belém, no Pará, em 1965. Iniciou sua vida profissional documentando tribos indígenas para o Museu Emílio Goeldi em Belém-PA. Em 1992 realizou viagem de um ano pela Amazônia e mais dez ilhas do Caribe, chegando a Cuba onde viveu por três meses e fez documentário sobre a situação econômica da ilha, que virou reportagem especial na Revista Veja e em vários outros veículos da imprensa internacional. Trabalhou como fotógrafo para as principais publicações no Brasil e no exterior. Na Folha de S. Paulo, foi editor de matérias especiais e fotógrafo correspondente em Nova York, onde foi bolsista no laboratório de mídia digital do ICP (International Center of Photography). Foi editor de fotografia para a América Latina da Starmedia Network. Em 2000 participou da criação do Fotosite e exerceu cargo de Diretor Editorial. Atualmente é Editor Executivo da Editora Mandioca. Ao longo de sua carreira, participou de exposições em diversos países, como Brasil, Estados Unidos, Cuba e Alemanha.

indios

índios  indígena   nômades   Amazônia  tendal   marola

Você pode também estar interessado nos seguintes produtos

Portinari devora Hans Staden

Portinari devora Hans Staden
R$0,00

Diários da floresta, de Betty Mindlin

Diários da floresta, de Betty Mindlin
R$48,00
     
Outras pessoas marcaram este produto com as seguintes tags:
Acrescentar suas Tags:
Acrescentar Tags
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.