Skip to Store Area:

Editora Terceiro Nome

Você está agora em:

Vilanova Artigas (versão em português)

Mais Visualizações

Vilanova Artigas (versão em português)

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$120,00
Acrescentar itens ao carrinho Adicionar ao Carrinho

Descrição Rápida

 

Autora Rosa Artigas
Páginas 272
ISBN 978-85-7816-154-5
Pesquisa Marco Artigas
Design Gráfico 2 + 2 Design - Darkon V. Roque e Clara Laurentis
Formato 26 x 26 cm
Acabamento capa dura
Apresentador Banco Itaú
Apoio Docol e Itaú Cultural 
Colaboradores JHSF, Maksen e Imprensa Oficial
Realização Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e Ministério da Cultura

 



O livro faz parte do conjunto de iniciativas do centenário Vilanova Artigas coordenadas por Rosa Artigas vencedor do
Prêmio APCA 2015 – MEMÓRIA pelo conjunto de iniciativas 

Veja aqui o que já saiu na imprensa

Atenção: livro também disponível em inglês.

 

Com a publicação de projetos de João Vilanova Artigas, incluindo os não executados feitos para o concurso do Plano Piloto de Brasília e a proposta de reurbanização do Vale de Anhangabaú, este livro oferece pistas para conhecer a trajetória do arquiteto.

Artigas nasceu em Curitiba, radicou-se em São Paulo e deixou sua marca em grandes obras que guardam a memória de sua passagem pela capital paulista. Entre elas, o Edifício Louveira, no bairro de Higienópolis; e o Estádio do São Paulo Futebol Clube no bairro do Morumbi; e o prédio da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP). 

As obras foram organizadas por tipo de programa – casas, apartamentos, escolas, edifícios comerciais e institucionais, conjuntos habitacionais, planos e equipamentos urbanos –, dispostas em ordem cronológica dentro de cada tema.

O livro Vilanova Artigas foi realizado com apoio da Lei Rouanet.

O arquiteto

Vilanova Artigas nasceu em Curitiba em 23 de junho de 1915. Mudou-se para São Paulo e se formou arquiteto na Escola Politécnica da USP, em 1937. Foi fundador da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, em 1948, na qual liderou, mais tarde, em 1962, um movimento para a reforma de ensino que influenciou outras faculdades de arquitetura no Brasil.

Foi membro do Partido Comunista e militante de movimentos populares e, por isso, perseguido pela ditadura militar. Foi cassado em 1969 por força do AI-5. Sua obra foi duas vezes premiada internacionalmente (Prêmio Jean Tschumi - 1972 e Prêmio Auguste Perret – 1985, este póstumo). Sua maneira de projetar segue influenciando arquitetos até hoje e por isso foi reconhecida, por alguns críticos, como uma verdadeira escola, a chamada "Escola Paulista". Dentre os 700 projetos que produziu durante sua carreira, destacam-se: Edifício da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo; o conjunto Habitacional Zezinho Magalhães Prado, em Guarulhos; o Estádio do Morumbi; o Edifício Louveira, clubes; sindicatos; edifícios, apartamentos e casas.

A autora

Rosa Camargo Artigas é historiadora formada pela Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Trabalhou como organizadora dos seguintes livros: Paulo Mendes da Rocha v.1 (2000), Cosac & Naify; Arquiteto João Walter Toscano (2002), Editora da UNESP; Caminhos da Arquitetura (2004) Cosac & Naify; Paulo Mendes da Rocha v.2 (2007) Cosac & Naify; Caminhos do Elevado – Memória e Projetos (2009), IMESP/SEMPLA. Foi curadora de várias exposições nacionais e internacionais. Possui artigos e textos publicados em livros, revistas e catálogos nacionais e estrangeiros.

O coautor

Marco Artigas é arquiteto formado em arquitetura pela Escola da Cidade, em 2006, e pós-graduado pela Universitat Politècnica de Catalunya (Barcelona), em 2009. Entre 2010-14 integrou a equipe do escritório Piratininga Arquitetos Associados e participou de projetos como: Biblioteca Mário de Andrade, Praça dos Museus da USP e Instituto de Tecnologia de Desenvolvimento Sustentável da Vale do Rio Doce, esses dois últimos projetos em colaboração com o arquiteto Paulo Mendes da Rocha. Trabalhou no escritório Josep Ferrando Architecture (Barcelona), participou de estágio no Centro de Tecnologia da Rede Sarah (Salvador-Bahia), com o arquiteto João Filgueiras Lima (Lelé). Foi professor assistente na disciplina de Projeto para o primeiro ano na Escola da Cidade, das turmas de 2011-12. Atualmente está à frente de seu próprio escritório e coordena o curso livre "Arquitetura Paulistana".

Outras pessoas marcaram este produto com as seguintes tags:
Acrescentar suas Tags:
Acrescentar Tags
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.